Pastoral: Ativismo – Rev. Altieres Fernando Miola

“Decorridos muitos dias, morreu o rei do Egito; os filhos de Israel gemiam sob a servidão e por causa dela clamaram, e o seu clamor subiu a Deus. Ouvindo Deus o seu gemido, lembrou- se da sua aliança com Abraão, com Isaque e com Jacó. E viu Deus os filhos de Israel e atentou para a sua condição”. Êxodo 2.23-25

O povo israelita viveu mais de 400 anos sob o domínio do Egito, escravizados a serviço do Faraó. Em determinado momento o sofrimento ultrapassou os limites suportados e, conforme o texto acima, clamaram ao Senhor, que os ouviu e atentou para a sua condição. Assim, para que se cumprissem os seus propósitos eternos, Deus chama Moisés e o envia ao Egito, a casa de Faraó, para que em seu nome, o EU SOU O QUE SOU, seu povo fosse liberto para um único propósito: prestar culto ao seu nome. Porém, Faraó não convencido e indisposto a dar liberdade ao povo, ordena aos seus oficiais que não deem palha (matéria prima) para serem feitos os tijolos, ficando tal tarefa a cargo do próprio povo. Assim, além de dobrarem o trabalho, era preciso que a produção se mantivesse no mesmo nível, sem sofrer quaisquer quedas, pois a seu ver o povo estava ocioso demais, e esse era o motivo de clamarem ao Senhor por liberdade. (ver Êxodo 5.6-14)

Vivemos dias de grande ativismo. Estamos sempre ocupados com inúmeras coisas: estudos, provas, família, igreja, trabalho e tudo mais que, apesar de serem todas coisas muito boas, de alguma forma estão minando nosso tempo com Deus, pois estão sendo colocadas acima da verdadeira prioridade: vida devocional e de busca ao Senhor. Faraó, muito astuto, entendeu que o povo precisava de mais coisas para fazer, pois era certo que havia tempo de sobra para dar ouvidos ao que chama de “palavras mentirosas”. Pensando seriamente, o que vivemos atualmente é muito diferente disso? Será que não temos considerado o tempo reservado a oração, leitura da palavra e ações de graça como desperdício? Será que esse tão grande ativismo não seria um artifício de satanás para que nos afastemos do Senhor?

O desafio para todos nós é buscar ao Senhor em todo o tempo, o tempo todo. Não importam quais sejam os nossos compromissos, a vida com Deus deve ser a nossa prioridade, pois a nossa força para vencermos o mundo vem apenas da força que ele nos dá.

Rev. Altieres Fernando Miola

Esta entrada foi publicada em Mensagens. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Segunda IPB - Comentários

Comente aqui e compartilhe esse link no seu Facebook!